Um recado

 

Eu não quero esperar por mais um dia, pois talvez eu não tenha esse tempo. Eu prometo que na próxima vez serei mais forte. As coisas que aconteceram podem perder o sentido, as impressões podem te fazer acreditar em algo que não é a verdade.

Não espero que venha me trazer flores, nem mesmo que venha me visitar para lamentar qualquer coisa. Você não teve culpa de nada e não vou partir sem ter o seu perdão. Mas eu não posso esperar muito tempo, não tenho muito tempo. Tenho que lhe dizer algo.

Todos os dias vocês tentou fazer com que ficássemos próximos e eu sei que nada nessa vida é pra sempre. Eu nunca quis imaginar o dia seguinte, nem mesmo se esse dia eu poderia ver o seu rosto e você ver o meu. Isso não era uma possibilidade a qual eu poderia aceitar. Estaríamos lá, dia após dia, um para o outro. Sempre!

Uma simples conversa, um pequeno momento do meu dia e talvez algo insignificante em minha vida. Mas nem mesmo isso eu fui capaz de permitir. Mas agora venha, enlace seus braços ao redor de mim. Apóie sua cabeça no meu ombro e conforte-me como sempre tentou fazer e eu nunca permiti. Não me pergunte o porquê.

Deseje-me boa noite e me ponha para dormir. Abençoe minhas noites e proteja-me do mal que possa se aproximar de mim. Pois nada pode substituir a sua bondosa presença.

Eu quero lhe dizer uma coisa, não quero esperar até que seja tarde demais, mesmo tendo certeza de que já é. Eu gostaria de mostrar-lhe algo, mas acho que não há mais tempo para isso, eu deixei o tempo passar, então só me resta dizer; dizer uma coisa.

Eu sempre te amei e sempre vou ter amar, minha mãe!

£!



Escrito por £éo às 21h54
[] [envie esta mensagem] []



Sonho de um guerreiro

 

Estou cansado da última batalha. Estou cercado de bravo soldados, companheiros fiéis que se arriscam em cada novo duelo. Não importa o tamanho do pelotão adversário, nós estaremos lá. Em pé, parados, de cara para o vento. Firmes, fortes, corajosos.

Derramei muito sangue ao longo dessa campanha. Tomei muitas vidas. Deixei esposas sem seus maridos, mães sem seus filhos; tirei a vida de jovens que nem mesmo sentiram o calor de uma mulher na cama. Matei e não me arrependo. Você pode pensar que sou um animal sanguinário sem escrúpulos. Não me importo com isso, apenas não me confunda com um selvagem, como uns e outros que andam ao meu lado. Faço isso por uma causa e não há nada de mais nobre nisso.

Alguns estão aqui, pois querem escrever seu nome na história. Outros, pois querem provar para si mesmos que são capazes de vencer o mais bravo dos inimigos. Alguns são jovens e nem mesmo sabem por que estão aqui. E a grande maioria está aqui, pois mandaram eles aqui; estão apenas cumprindo ordens. Para esses últimos, chame-os de selvagem. Não eu!

Se for preciso, carregarei os feridos nos meus ombros, enquanto continuo lutando. Farei isso se for preciso. Não me importa quanto sangue precisarei derramar, e não me importo se o sangue derramado será o meu ou o de meus inimigos. Derramarei ambos se for preciso. Não estou me importando com a distância que precisarei trilhar; mesmo com uma perna amputada eu me arrastarei por toda a distância que for preciso. Pois cada um tem um objetivo nessa batalha; objetivo que nos faz seguir em frente e continuar lutando. O meu, é voltar aos seus braços. O meu objetivo é chegar até você, meu amor.



Escrito por £éo às 20h28
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO CAETANO DO SUL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Tigrinya, Música, Livros
MSN -



Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Tarja Editorial
Tarja Livros
Fontes da Ficção
M.D.Amado - Estrondo e Esquésito
Natacia Araújo - In*versos
Aprendiz de Escritor
Ilusionistas do Verbo