Procurando você

 

Sentado na calçada eu observo o movimento da rua. Vejo aquele cabelo loiro bem cuidado, esvoaçando com a lufada do vento. Seu sorriso é contagiante e realmente chama atenção. Sua conversa é agradável, mas podemos parar por aí. Pois nem sempre dá para se dialogar com alguém que só te procura quando quer. A cabeça é meio fraca, sabe? Não vale a pena dar atenção.

Andando no sentido contrário tem um par de olhos claros. Outra coisa que chama a atenção ao ver. Cabelos mais discretos, que ora estão com uma cor, ora estão com outra. Seu sorriso também é contagiante. Uma cabeça mais culta, mas... é apenas o que aparenta. Será que é mesmo? Suas atitudes não condizem com essa suspeita. Acho que é melhor descartar também.

Ah, tem aquela morena. Eu adoro uma morena. Olhos e cabelos castanhos, nada que salte aos olhos. Mas seu jeito manhoso e sedutor cativa. Outrora estava fora de forma, hoje desfila um corpo atraente. Bem sucedida, inteligente e cheia de dengo comigo. Mas vamos parar novamente... Talvez seja independente demais, seja complicada demais, seja... problemática demais. Eu quero o simples, não vamos complicar, né?

Tem aquela outra que eu pouco conheço, e pode colocar ‘pouco’ nisso. Não dá para se ter idéia. Não dá para tecer comentário ou opiniões. Inicialmente esboçou um interesse, mas depois... me confundiu. Um misto de amor e ódio que não soube identificar. Soube apenas que, não é o que procuro.

O movimento está fraco, não vejo mais belas mulheres passando pela rua. Insisto e quando penso em desistir ouço uma voz que me chama pelas costas. Ao me virar, a porta da minha casa se abre. Aquele sorriso inocente, os olhos que transmitem o mais verdadeiro sentimento e o rosto meigo a qual eu confesso que não esqueci. Conheço essa mulher e descubro que é ela que eu sempre quis. Era ela que eu buscava encontrar nas outras que passavam pela rua.

Levanto-me da calçada, caminho com um sorriso escapando dos lábios e vou ao seu encontro. Abraço-a e descubro que não devia ter procurado na calçada, a minha mulher sempre esteve dentro de casa, esperando por mim...

£!



Escrito por £éo às 22h08
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO CAETANO DO SUL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Tigrinya, Música, Livros
MSN -



Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Tarja Editorial
Tarja Livros
Fontes da Ficção
M.D.Amado - Estrondo e Esquésito
Natacia Araújo - In*versos
Aprendiz de Escritor
Ilusionistas do Verbo